Share |

José Ilídio Torres é o candidato à Câmara de Barcelos e José Maria Cardoso o cabeça de lista à AM

Em conferência de imprensa realizada na passada segunda-feira, a Concelhia de Barcelos apresentou os cabeças de lista à Câmara e Assembleia Municipal. José Ilídio Torres será o candidato a Presidente da Câmara de Barcelos e José Maria Cardoso será o líder da lista à AM.

A Comissão Coordenadora Concelhia de Barcelos deu início ao processo autárquico para as próximas eleições de 1 de outubro. Na sessão, foi possível conhecer os primeiros candidatos à Câmara e Assembleia Municipal e ainda tomar conhecimento das linhas programáticas globais da candidatura do BE no concelho de Barcelos.

Para a Câmara Municipal, o BE candidata José Ilídio Torres. O professor de 49 anos, que leciona no Ensino Básico, é deputado na Assembleia Municipal de Barcelos desde 2014. Integra a comissão municipal para assuntos relacionados com a Linha de Muito Alta Tensão.

Ao longo da sua vida, sempre esteve muito ligado à literatura, tendo fundado a revista “Amanhecer”, da Escola Secundária de Barcelos. É autor de inúmeras obras publicadas, tendo já recebido vários prémios literários.

O dirigente concelhio e distrital do Bloco de Esquerda é ainda treinador de futebol das camadas jovens no clube Vilaverdense.

 José Maria Cardoso, que será o 1°candidato da lista à Assembleia Municipal, tem 49 e é Professor no Ensino Secundário. O geógrafo foi candidato do BE à Assembleia da República nas legislativas de 2009, 2011 e 2015 e candidato à Câmara Municipal nas autárquicas de 2013.

O dirigente concelhio e distrital é ainda cronista frequente do Jornal de Barcelos.

O BE em Barcelos apresenta-se claramente como uma alternativa às políticas e aos partidos tradicionais. “Esta candidatura tem como objetivo a credibilização da vida política”, afirma o José Ilídio Torres. Para o candidato, é imperioso “a viabilização de políticas de alcance social e de carácter ambiental”. “As nossas propostas serão fundamentadas na cultura, promovendo a tradição e o artesanato”, concluiu.

José Maria Cardoso reconhece as dificuldades da situação em Barcelos, nomeadamente no que concerne aos serviços públicos, saúde e ambiente. Para o candidato à AM, nos últimos anos viveram-se tempos difíceis, afirmando que “depois da privatização da água, que levou a aumentos exorbitantes na fatura, agora querem instalar uma autoestrada de eletricidade por cima de nós”, apelando à mobilização “de todas e todos aqueles que querem preservar a qualidade do seu território. Por fim, o candidato conclui: “esta candidatura visa trazer aos barcelenses o orgulho pela sua terra”.