Share |

Concelhia classifica como "acreditação do embuste" declarações do Presidente da Câmara

Imagem retirada de https://www.saudemais.tv/

Acreditação do embuste!

A Comissão Coordenadora Concelhia BE Barcelos, na sequência do anunciado em Conferência de Imprensa no passado dia 10 a propósito do novo hospital de Barcelos, dirigiu ao Sr. Presidente da Câmara Municipal um pedido de explicação sobre o teor da correspondência enviada por email, na passada quinta-feira, dia 6, para os membros da Comissão para a Construção da Nova Unidade Hospitalar de Barcelos

Dessa solicitação, foi recebida (sexta-feira, dia 14) a seguinte resposta: 

... o Sr. Presidente da Câmara Municipal informa que, no
passado dia 6, remeteu aos membros da Comissão para a Construção da Nova
Unidade Hospital em Barcelos o teor de uma comunicação da ARS à Câmara
Municipal e que se transcreve:
“(…) foi sinalizado à tutela por parte desta ARS a necessidade de
inclusão da construção do Novo Hospital de Barcelos no mapa de
investimentos para os próximos 4 anos, com um faseamento ainda não
determinado. Para efeitos desta necessidade, uma vez que estamos perante
uma tipologia de Hospital de proximidade, o investimento previsto foi na
ordem dos 40M€”.
Desta forma, cabe agora à tutela planear e inscrever o faseamento da
obra dentro dos instrumentos orçamentais adequados.
A Câmara Municipal cumprirá a sua parte quanto à aquisição atempada dos
terrenos.  

Perante esta lacónica e intrigante resposta, só podemos concluir que o Sr. Presidente da Câmara, ao relacionar a informação com hipotética verba inscrita no OE, teve por propósito introduzir entropia e criar alarmismo social. O Sr. Presidente, no mesmo dia que o PS rejeitou o projeto do BE para início dos procedimentos concursais, enviou uma mensagem camuflada que tinha por intenção fazer crer que teria sido inscrita verba no OE para a construção do novo hospital. Aliás, esta interpretação, inclusive propagada em redes sociais e em página eletrónica de jornais locais, não foi desmentida pelo Sr. Presidente da Câmara, como obviamente se impunha que fizesse.

O BE lamenta esta atitude de irresponsabilidade política e desrespeito para com os barcelenses e manifesta dúvidas quanto aos objetivos de tamanho embuste.  

Acresce dizer que no mesmo requerimento e pelo mesmo motivo, o BE Barcelos também solicitou a marcação de uma reunião, com caracter de urgência, da referida Comissão da Assembleia Municipal, para acompanhamento de toda a situação e auscultação de opiniões. Sobre esta reivindicação, nada foi respondido. Aliás, a Comissão não reúne há cerca de um ano e estranhamente nenhum outro partido, senão o BE, se tem manifestado contra esta desconsideração pelas decisões da AM.

Também como apresentado na citada Conferência de Imprensa do dia 10, no âmbito do grupo parlamentar da AR e dirigida à Sr.ª Presidente da Comissão Parlamentar de Saúde, foi enviado requerimento para uma audição com o Sr. Presidente da Comissão Executiva da ARS Norte, entidade diretamente visada na comunicação em causa (segue em anexo documento).   

Noutro registo, o BE Barcelos comunica que o deputado José Maria Cardoso, em reunião plenária da AR do passado dia 13 (quinta-feira), apresentou e defendeu um Projeto de Resolução do BE para terminar com as portagens na A28. (segue documento em anexo)

Registe-se que este projeto foi rejeitado com o voto contra do PS e abstenção do PSD, CDS e IL, sendo o voto favorável das restantes bancadas parlamentares.

 

Barcelos, 17 de Fevereiro de 2020  

A Comissão Coordenadora Concelhia BE Barcelos