Share |

Bloco quer construção urgente de residência universitária no IPCA

O Bloco de Esquerda defende investimento público na construção de uma residência universitária, para servir os estudantes do Instituto Politécnico do Cávado e Ave, em Barcelos. Esta exigência surge na sequência da reunião entre Ana Rute Marcelino e Miguel Martins, candidatos ao Parlamento Europeu, com a Senhora Presidente do IPCA, Prof. Doutora Maria José Fernandes.

Miguel Martins justificou a urgência deste investimento, uma vez que "40% dos estudantes do IPCA são beneficiários de ação social escolar, tendo muitas dificuldades em encontrar outra solução no mercado de arrendamento normal, atendendo à especulação e à lei de arrendamento urbano".

"Apesar de haver a previsão da construção da residência com 200 camas, gostaríamos que o Portugal 2020, negociado pelo anterior governo e reprogramado pelo atual, tivesse dedicado fundos comunitários para apoiar estes investimentos tão necessários", acrescentou o estudante barcelense.

Ana Rute Marcelino lamenta "a transferência de verba mais baixa do Orçamento de Estado entre todas as instituições de Ensino Superior", que ronda os 6,3M€, e critica "o subfinanciamento crónico do Ensino Superior, que não reconhece a importância das qualificações para a inovação e para o desenvolvimento da região e do país".

A candidata bloquista afirma ainda que "é preciso valorizar este tipo de instituições, uma vez que desempenham um papel importante nestes territórios, agregando mais de 4500 estudantes, nos polos de Barcelos, Braga e Guimarães".

Os candidatos do Bloco de Esquerda ao Parlamento Europeu, estiveram ainda em contacto com a população na feira semanal e com os trabalhadores e trabalhadoras da Sonix. Nesta sexta-feira, estarão por Guimarães.