Share |

Bloco lamenta não aprovação da proposta para construção do novo Hospital

O Bloco de Esquerda lamenta a não aprovação da proposta apresentada pelo partido no âmbito do Orçamento do Estado, que previa a construção do novo Hospital de Barcelos, e acusa o Partido Socialista de encenação para enganar os barcelenses.

Em conferência de imprensa realizada esta segunda-feira, em Barcelos, José Maria Cardoso, deputado do Bloco de Esquerda eleito pelo círculo eleitoral de Braga, referiu que todas as propostas apresentadas na Assembleia da República foram chumbadas pelo Partido Socialista, reagindo, por isso, com estranheza ao comunicado do Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, que informou os autarcas barcelenses e a comunicação social de que teria sido inscrita uma verba no Orçamento de Estado para este fim.

O deputado afirma que “essas declarações não tem qualquer fundamento” e justifica as mesmas como “encenação” por parte de Miguel Costa Gomes para “enganar os barcelenses”. O dirigente bloquista critica as diferentes tomadas de posições do Partido Socialista, que em 2019 aprova o inicio dos procedimentos para a construção do novo hospital e agora, em 2020, o PS nacional rejeita a proposta apesar do PS local a defender.

José Maria Cardoso recordou que o novo Hospital de Barcelos é uma exigência de há vários anos e que a sua construção deveria ser encarada como urgente. Apesar da apresentação do projeto ter sido apontada para outubro, a mesma ainda não ocorreu. O Ministério da Saúde ainda não respondeu à pergunta do Bloco, que pretendia saber os motivos para o atraso e a data da apresentação.

Por isso, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda requererá a audição, na Comissão de Saúde da Assembleia da República, do Presidente da Administração Regional de Saúde do Norte, para que este esclareça o estado atual da elaboração do projeto funcional do novo Hospital.  

 

As atividades parlamentares podem ser acompanhadas aqui:

- Pergunta-Projeto funcional: não respondida

- Pergunta-Renda: não respondida