Share |

Bloco exige entrada em funcionamento da ETAR de Areias de Vilar

O deputado do Bloco de Esquerda eleito pelo circulo eleitoral de Braga, Pedro Soares, acompanhado por dirigentes do BE Barcelos, esteve, na manhã desta segunda-feira, em visita ao Rio Cávado, para analisar os níveis de poluição.

Em declarações à imprensa, Pedro Soares, afirmou que "ficou demonstrada a necessidade absoluta de colocar em funcionamento a ETAR de Areias de Vilar", uma vez que as ETARs que estão em funcionamento estão "obsoletas e a processar acima das capacidades", o que faz com drenem afluentes diretamente para o Rio Cávado, agravando o estado do rio. Para o deputado bloquista, "é inadmissível que uma infraestrutura construída em 2009, com um custo superior a 10 milhões de euros, não esteja ainda em funcionamento". 

 

No passeio de barco, no troço próximo da barragem de Penide, foi possível observar as Lagoas de Caíde, usadas para a extração de areias, entretanto abandonadas, que, de acordo com Pedro Soares, "têm potencial de regeneração elevado, sendo um exemplo da segunda oportunidade que a natureza está a dar". "Manter aquela área ambientalmente saudável permite melhorar a qualidade do rio, pelo que se deveria avançar com a criação do Parque Ecológico de Barcelos, outrora previsto, mas nunca concretizado", acrescenta.

 

O deputado bloquista esteve ainda na ETA da Águas do Norte, onde é captada a água para 800 mil habitantes de 8 municípios, onde "foi possível perceber que o aumento da poluição no rio obriga ao aumento dos reagentes para limpar a água". Sobre a reorganização laboral em curso naquela empresa pública, Pedro Soares referiu que o Bloco de Esquerda "continua muito preocupado com o prejuízo para as famílias que a deslocalização de trabalhadores representa e com o excessivo recurso a outsourcing". Estas questões serão abordadas na audição parlamentar do Presidente da Águas do Norte, a realizar-se na Assembleia da República a 6 de Junho.