Share |

Bloco quer Pacto de Solidariedade para sector do leite

Na feira de Barcelos

O Bloco de Esquerda defende a realização de um pacto de solidariedade entre a produção, a indústria e o sector de distribuição do leite como medida de emergência face à atual situação de crise.

Pedro Soares pretende assim que as perdas desta crise do sector do leite não se reflitam apenas na produção. "É preciso que haja solidariedade entre toda a fileira e que estas perdas possam ser refletidas tanto na produção como na indústria e na distribuição de modo a que a produção consiga ter preços pagos pelo leite que não sejam inferiores aos custos da sua produção", frisa Pedro Soares após uma reunião com a direção da Cooperativa Agrícola de Barcelos.

Para defender o consumo de produtos nacionais, o cabeça de lista do Bloco pelo circulo eleitoral de Braga exige que o Governo obrigue os operadores das cantinas públicas a utilizarem prioritariamente produtos produzidos pelos pequenos produtores, "começando pelas cantinas do Estado".  

Em Barcelos, "a situação é dramática para os produtores de leite", referiu António Miranda, dirigente da Cooperativa Agrícola. Para Pedro Soares, uma das razões para esta crise é o facto do preço pago pela produção do leite ser inferior ao preço do custo da sua produção". O candidato do Bloco refere que o fim das quotas leiteiras em toda a comunidade europeia "foi uma medida claramente política que prejudica todos os países do sul da europa, sobretudo os pequenos médios produtores de leite, e lamentamos que os governos destes países, nomeadamente Assunção Cristas, não tenham tido a capacidade de enfrentar a União Europeia exigindo um sistema comunitário de regulação do mercado do leite".

Na Cooperativa Agrícola de Barcelos, os produtores registam um crescimento na produção de leite na ordem dos 5 por cento por ano. Pedro Soares destaca tratar-se de "um regresso à velha PAC projetado durante a recente reunião do conselho de ministros da agricultura europeus e isto  é um erro que não podemos aceitar". Segundo o cabeça de lista bloquista, "a própria União Europeia retira do mercado e armazena a produção de leite à custa do erário público, algo insustentável conforme comprovou a velha PAC".