Share |

Esclarecimento e resposta a comunicado do PCP de Barcelos

COMUNICADO DE IMPRENSA

A Comissão Concelhia de Barcelos do Bloco de Esquerda respondendo ao comunicado, de 20 de março passado, da Comissão Concelhia de Barcelos do PCP vem esclarecer o seguinte:

1.      Foi de facto verdadeira a nossa intenção de convidar o PCP/CDU para apoiar um movimento de cidadãos através de uma candidatura independente e genuinamente de esquerda à Câmara Municipal de Barcelos;

2.      Tínhamos de facto, como já é do conhecimento público, a intenção de sugerir um primeiro candidato para a lista unitária que poderia fazer a “ponte” entre toda a esquerda barcelense. O nome apresentado até já foi candidato da CDU em Barcelos e pensamos que estavam reunidas as condições para uma candidatura plural e em forma de movimento cívico com apoio dos partidos (BE e CDU). No entanto também dissemos que estávamos abertos a discutir outras propostas e outros nomes;

3.      Fizemos de facto um contacto pessoal e telefónico com o líder local do PCP, agendando uma reunião entre as comissões concelhias dos dois Partidos;

4.      Foi de facto verdadeiro que cerca de duas horas antes dessa acordada reunião (25 de fevereiro – 22h) um camarada nosso voltou a contactar Mário Figueiredo para certificação da presença e que o referido responsável do PCP respondeu que afinal não era possível reunir nesse dia. Tentando combinar nova data, o nosso camarada percebeu que não havia qualquer intenção que tal acontecesse dada a indisponibilidade continuamente manifestada pelo interlocutor. Perante tal perceção e para esclarecer os intentos da reunião foi referido ao dirigente do PCP que a discussão seria sobre as autárquicas, que a vontade era a de apoiar uma lista de cidadãos e foi sugerido o nome do primeiro candidato. Perante tal cenário o dirigente do PCP disse de imediato que, nesse caso, a reunião seria inútil, porque a estratégia do PCP já estava definida em Congresso e não previa qualquer aliança fora do âmbito da CDU. As conversações terminaram por aqui, ou seja, antes de se terem iniciado.

5.      É verdade também, que, legitimamente, passados uns dias destes contactos, Mário Figueiredo foi anunciado como o candidato da CDU à Câmara Municipal de Barcelos;

6. A Comissão Concelhia do BE nunca teve qualquer intenção de publicitar o teor destas conversações (na conferencia de imprensa limitámo-nos a responder à pergunta de um jornalista), tal como nunca o fez noutras situações, e, naturalmente, ponderou os efeitos políticos deste comunicado. Mas perante a deturpação dos factos apresentada pela Comissão Concelhia do PCP, exposta publicamente em comunicado de imprensa no dia 20 de março, sentimo-nos na obrigação moral de repor a verdade do sucedido. Fique claro que foi o PCP quem recusou liminarmente qualquer conversação para um hipotético entendimento de apoio a uma candidatura autárquica independente em Barcelos, aliás como tem acontecido noutros concelhos do país;

7. O BE Barcelos apresentou uma proposta séria, sincera e clara. Queríamos e queremos contribuir para a unidade de partidos, de movimentos de cidadãos, do povo de esquerda, através da criação de condições para uma candidatura ampla e representativa de todas estas vontades e anseios. Somos e seremos defensores de uma esquerda plural onde democraticamente todos tenham voz e direito à participação. Era e é nossa intenção juntar forças para construir alternativas. Admitindo que outros assim não pensem nem queiram, exige-se que assumam com honestidade e frontalidade as suas posições.

 

           Barcelos, 29 de março de 2013

            A Comissão Concelhia do BE Barcelos